Foto: Maya Melchers

Shows, de caráter beneficente, acontecem nos dias 14 e 15 de dezembro; Oitão, banda do chef Henrique Fogaça, também toca nas duas datas

Para encerrar um 2023 movimentado e produtivo, o Krisiun realiza mais duas apresentações gratuitas em dezembro na cidade de São Paulo, dentro do projeto Circuito Sem Fronteiras. São as duas últimas oportunidades de conferir o expoente máximo do death metal nacional em plena turnê mundial do 12º disco da carreira de mais de três décadas, Mortem Solis.

O Krisiun recém-retornou de uma mini-turnê no Chile. Foram três shows no país andino com plateias lotadas e completamente devotas ao death metal da banda brasileira. Foram duas datas na capital Santiago (7 e 8/12) e mais um show na cidade de Concepción, outro pólo da música pesada da América do Sul, no dia 9/12.

No dia 14 de dezembro, uma quinta-feira, o show do Krisiun acontece às 19h10 na Casa da Cultura de Brasilândia (Praça Benedicta Cavalheiro, s/nº – Freguesia Do Ó). Antes, às 18h, sobe ao palco a banda de metal/punk/hardcore Oitão, que tem nos vocais o chef Henrique Fogaça.

Já no dia 15 de dezembro, uma sexta-feira, o Circuito Sem Fronteiras acontece na Casa de Cultura Chico Science (Av. Pres. Tancredo Neves, 1265 – Vila Moinho Velho). O Krisiun é a atração principal da noite, com show marcado para às 21h. A programação abre com show do Rockfun Legends, às 18h, e o Oitão, às 19h20.



Em ambas as apresentações, a sugestão do Circuito Sem Fronteiras, que tem apoio das secretarias de Cultura e Turismo de São Paulo, do vereador George Hato e da SPTuris, é que cada pessoa que for aos eventos doe um brinquedo, que posteriormente será destinado a crianças carentes como presente de Natal.

Mortem Solis
O repertório nestes dois shows do Krisiun será uma mescla de petardados da carreira com músicas de Mortem Solis, lançado via Century Media Records, que em diversas resenhas da crítica especializada é apontado como um dos discos mais interessantes da banda, formada pelos irmãos Alex Camargo (baixo/vocal), Max Kolesne (bateria) e Moyses Kolesne (guitarra).

“Mortem Solis é mais direto”, diz Moyses Kolesne. “Cortamos tudo o que consideramos desnecessário para torná-lo o mais brutal possível. Sem usar um computador ou click-tracks – tudo no verdadeiro espírito do death metal. Nós três compartilhamos a mesma visão para o metal. Somos um exército de três. Claro, evoluímos como irmãos, pessoas e músicos. Nós nos divertimos muito juntos. Mas essa coesão nos deu o caminho de Krisiun, o caminho em que estamos e continuaremos a trilhar”.

Krisiun pelo mundo
Ainda em 2023, o Krisiun levou a turnê do Montem Solis à Europa. Foi mais um extenso e vitorioso giro, que aconteceu de 28/10 a 25/11, por ao menos 10 países diferentes.

Também teve shows na América do Norte, entre Estados Unidos e Canadá, que reforçam o crescente prestígio do Krisiun no cenário mundial a cada lançamento.

Acompanhe a banda: www.instagram.com/krisiunhttp://www.instagram.com/krisiun.

Para booking da banda, contate a Xaninho Sudamerica Arte Y Cultura:
https://www.instagram.com/xaninhodiscos

Fonte : Tedesco Mídia

By Biano

Agente secreto URSAL a serviço no Brasil , curtidor de Músicas Subversivas e um tanto extremas, degustador de cerveja !

Deixe uma resposta