Foto: Alisson Louback (@alissonlouback)

Música é inspirada em filmes de terror do início dos anos 80, com requintes de uma valsa mórbida, lenta e cadenciada

O projeto 23:13, formado por Fernando Vellozo (piano) e Rodrigo Saldanha (bateria), nomes conhecidos na música independente pelos respectivos trabalhos com o Huey e Bufo Borealis, solta o terceiro single, O Porão, uma das composições mais dinâmicas do full álbum, Contos do Reverso, que será lançado em breve.

Ouça O Porão aqui: https://tratore.ffm.to/oporao.

Neste porão, o tempo não é linear. O agora, não é mais o presente. É uma música repleta de suspense e enigmas desde as primeiras teclas, que graduadamente abre espaço para as batidas espaçadas e marcantes.

Como conta o duo, a composição é inspirada em filmes de terror e suspense do início dos anos 80. Tem requintes de uma valsa mórbida, lenta e cadenciada, uma sugestiva canção para se ouvir em silêncio, sem pressa.

Assim como na estreia com Carmella e no segundo single, Melody Berlin, o duo aposta na dinâmica envolvente e elegante do piano e bateria, criando uma sonoridade única, como pequenas peças de um filme que ainda não foi feito.

Uma curiosidade é que, a primeira parte da música, foi composta em 1997, para ser a trilha de um curta de terror, finalizada em 2018 durante os primeiros momentos de vida do projeto 23:13.

Arte: Camis Gray (@camisgray)

23:13, o projeto

O 23:13, contam Vellozo e Saldanha, tem referência da sonoridade apresentada pela banda japonesa Mouse on The Keys quando tocavam com dois pianos e uma bateria, por volta do ano de 2014.

Mas 23:13 vai, claro, além. Musicalmente, é uma catarse de bandas e artistas que o duo ouviu e ainda ouve. De Black Sabbath a The Clash, passando por The Police, Paul McCartney, Bob Marley, Primus, Nina Simone, Fiona Apple e mais alguns ingredientes.

Nomes como John Carpenter, Ennio Morricone e Philip Glass também temperam essa salada.

O duo também comenta sobre o conceito do 23:13, que ainda tem uma série de lançamentos pela frente, tudo já composto, gravado e produzido. “Somos uma banda instrumental, as letras estão na imaginação das pessoas. Entregamos melodias, climas e camadas que ativam sentimentos individuais”.

Contos do Reverso, o álbum de estreia do 23:13, que será lançado em Julho de 2023.

O disco do 23:13 foi gravado de forma independente no estúdio Fuego, em São Paulo. A mixagem e masterização ficaram a cargo de David Menezes, que já trabalhou com bandas importantes como Ratos de Porão, O Inimigo, entre outras.

23:13 na redes:

www.instagram.com/23_treze

https://2313.bandcamp.com

Fonte: Tedesco Mídia

By Biano

Agente secreto URSAL a serviço no Brasil , curtidor de Músicas Subversivas e um tanto extremas, degustador de cerveja !

Deixe uma resposta